Como uma aula de yoga pode ser tão diferente de outra? – Parte I

Não é tudo Yoga?
Não é tudo Yoga?

O propósito do yoga é a iluminação espiritual. A tradução da palavra em sânscrito (união) significa a integração do corpo e da mente, criando uma conexão com a pura essência do indivíduo. A filosofia do yoga é muito vasta e foi dividida em várias partes.

Hatha Yoga é uma parte desta filosofia e engloba a maioria das práticas físicas que achamos facilmente hoje no ocidente. Todos os estilos mencionados aqui são modalidades de Hatha Yoga.

Há práticas mais vigorosas, do estilo Vinyasa, que combinam uma sequência de posturas à respiração ritmada para um trabalho corporal intenso. Neste grupo, encontram-se Ashtanga Yoga, Power Yoga e Bikram Yoga (ou Hot Yoga). Existem modalidades que são muito atentas aos detalhes, principalmente Iyengar Yoga. No Iyengar Yoga, as posturas são sustentadas por mais tempo para que o praticante consiga perceber e trabalhar melhor seu corpo buscando sempre um melhor balanceamento e alinhamento de todos os músculos e articulações de acordo com as exigências deste sistema.  O uso de inúmeros acessórios permite que todos possam executar as posturas, extraindo delas o maior benefício possível. Estilos mais suaves como Yoga Integrativa e Yoga Integral são facilmente encontrados. Inclusive, é bastante comum também encontramos aulas chamadas de Hatha Yoga. Neste caso, é sempre bom perguntar ao professor como será a aula. Muitas vezes, as aulas denominadas Hatha Yoga são uma mistura de dois ou mais estilos de acordo com cada professor e as variações são grandes. Esses são alguns dos estilos mais difundidos no ocidente, mas há ainda outros…o mais importante é que cada um ache o que lhe traz maiores benefícios.  (CONTINUA…)

Anúncios